Design Gráfico, Design, Design de Interiores: entenda a diferença entre os cursos

Formações têm Unidades Curriculares em comum, mas possuem suas especificidades e atendem alunos com diferentes propósitos

“O designer é um artista, um profissional que cria projetos de comunicação visual e de produtos com base em conhecimentos estéticos, funcionais e utilitários”, define Julius Vinicius Marques Nunes, coordenador dos cursos de Design e Design Gráfico da UniSociesc.

O universo do designer, entretanto, tem suas especificidades: há o designer gráfico, o designer de interiores e o profissional designer simplesmente. Mas você sabe qual a diferença entre essas formações?

Na UniSociesc, o curso de Design Gráfico é um tecnólogo com duração de dois anos, divididos em quatro semestres, focado na formação de profissionais interessados em atuar com design visual, tanto na parte impressa e gráfica quanto na digital. “O designer gráfico desenvolve peças de comunicação, de publicidade, posts para web, videografismo, sites, composições para meios audiovisuais. É voltado para as pessoas que têm interesse em trabalhar em agências de publicidade, de comunicação, na indústria gráfica ou com editoração de livros”, explica Nunes.

Já o curso de Design é um bacharelado com três anos de duração, divididos em seis semestres. A formação abarca as competências do profissional formado em Design Gráfico, mas agrega com conteúdos sobre design de produtos, que prevê o desenvolvimento de embalagens, móveis, entre outros itens.

O coordenador dos cursos afirma que os alunos de ambas as graduações gostam muito de desenvolver e trabalhar com questões gráficas, de marca, prototipagem de produtos e criação de materiais. “São pessoas que possuem uma veia mais criativa, têm senso estético apurado e dominam (ou precisar dominar) softwares de editoração eletrônica”, diz.

Nunes acredita que há um crescimento na busca por designers, fomentado pelo mercado crescente do marketing digital. “Ele é a figura habilitada para desenvolver os produtos necessários para este meio como posts nas redes sociais, sites, materiais como ebooks, que estão muito na moda. São profissionais que têm conseguido mais facilmente colocação no mercado por conta do aumento da demanda, já que comunicação sempre vai existir nos meios digitais”, afirma. Para Nunes, profissionais como jornalistas e publicitários também acabam procurando esse tipo de formação.

Focado no arranjo de ambientes

Embora também esteja ligado à estética, o designer de interiores tem uma função um pouco diferente dos demais designers. “A formação está mais focada no arranjo de ambientes, levando em conta funcionalidade e conforto. O profissional trabalha com projetos residenciais e empresariais, sugere acabamentos, cores, ambientes, revestimentos, objetos de decoração e distribuição dos móveis para estes locais”, conta Nunes.

Na UniSociesc, o curso de Design de Interiores é um tecnólogo, com duração de quatro semestres. Geralmente, ele atrai estudantes que já têm um senso estético apurado e uma visão sobre arquitetura.

UCs comuns e específicas

Na UniSociesc, os três cursos têm Unidades Curriculares comuns, como Expressão Visual ou Estudos Críticos, História, Arte e Cultura. Todas elas trazem um apanhado geral dos conceitos do design, trazendo história da arte e estética.

“Além disso, há as UCs do core curriculum, que permitem que os estudantes tenham uma visão de mundo maior, possibilitando que os alunos dos cursos de Design se juntem com os de outras áreas para construir conhecimento de forma mútua”, conta Nunes.

Entre as UCs do eixo específico, que desenvolvem as competências da carreira que o aluno escolheu, no tecnólogo de Design Gráfico, por exemplo, há Linguagens Visuais e Tipografia, que aborda o uso da tipografia e como fazer a combinação dos diferentes tipos de escrita.

No bacharelado de Design, o aluno encontra UCs como a Criação em Audiovisual que foca em conteúdos e trabalhos voltados ao meio audiovisual, e Técnica de Produção em Design, que explica técnica de rótulos, embalagens e o produto em si.

Em Design de Interiores, o currículo contempla temas como Projetos de Decoração e Projeto Comercial, que permitem que o aluno aprenda a desenvolver projetos em ambientes residenciais e comerciais.