Diploma de ensino superior aumenta empregabilidade e renda, mostra pesquisa

A pandemia do coronavírus vai deixar marcas e o mundo que surgirá na sequência deve ser outro. Transformações foram aceleradas, modelos de trabalho, negócio e ensino precisaram ser remodelados, pois muitos deles ficaram rapidamente ultrapassados.

Porém, diante de todas as incertezas, é possível afirmar que a educação seguirá sendo um diferencial no quesito empregabilidade. Os profissionais com menos tempo de estudo já foram os mais afetados desde o início da crise. Muitos deles, inclusive, porque desempenham ocupações que não podem ser realizadas no formato remoto.

Na contramão, os trabalhadores mais escolarizados, que possuem diploma de ensino superior, tiveram um acréscimo de 4,8% de postos de trabalho, no último ano, segundo uma pesquisa feita pela FGV/ Instituto Brasileiro de Economia (IBRE).

No mundo pós-pandemia, a necessidade do diploma universitário, para abrir caminhos profissionais e pleitear melhores condições salariais, será ainda mais nítida. No último ano, metade dos egressos e alunos em fase de conclusão da graduação consideram que o curso de ensino superior foi fundamental para a manutenção de seu emprego nos períodos de crise.

Os participantes citaram também outras vantagens após a conclusão do curso, como a conquista do emprego dentro da área de atuação (36,4%) e aumento salarial (24,1%).

Os dados são da pesquisa sobre empregabilidade realizada pelo Instituto Semesp, que congrega um grupo de empresas mantenedoras do ensino superior no Brasil.

E é claro que um curso de ensino superior colabora com outros aspectos importantes da vida de um cidadão, além da melhora das condições socioeconômicas. Fazer faculdade ajuda a ampliar os conhecimentos e horizontes, a construir o pensamento crítico e a conquistar novos amigos.

UniSociesc é referência no Sul do país

Reconhecida pela qualidade de ensino e projeto inovador consolidados ao longo de seis décadas de história, a UniSociesc é uma excelente opção para quem pensa em ingressar no ensino superior.

Com projeto pedagógico inovador e responsabilidade social na formação humanizada de profissionais, a UniSociesc se tornou uma das maiores instituições do Sul do país. Atualmente, são mais de 15 mil alunos matriculados divididos em nove unidades localizadas em sete cidades do Sul do país. São elas: Balneário Camboriú, Blumenau, Florianópolis, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joinville e São Bento do Sul.

Localizado em Joinville, o UniSociesc Campus Park é um dos destaques entre as unidades. Além de agregar as atividades de ensino, funciona como um complexo de lazer, com opções de cultura, esportes e entretenimento.

Juntas, os campi oferecem mais de 100 laboratórios que garantem as atividades práticas de cursos de diversas áreas do conhecimento. Os alunos do curso de Medicina Veterinária, por exemplo, têm acesso a clínicas em que podem examinar e fazer pequenas cirurgias nos animais, mediante a supervisão. Clínicas de Odontologia, Fisioterapia e Psicologia também dão aos estudantes dos respectivos cursos uma experiência próxima da realidade profissional.

Além da infraestrutura inovadora alinhada às tendências do mundo do trabalho, a universidade desfruta de um projeto pedagógico que coloca o aluno no centro do processo de aprendizagem, com o uso de metodologias ativas, e um corpo docente que reúne formação sólida e expertise do mundo do trabalho.