Plataforma Vida & Carreira, da UniSociesc, utiliza IA para conectar aluno à “vaga perfeita”

Plataforma se baseia em desempenho acadêmico, experiências e testes comportamentais para montar “currículo do futuro” e conectar alunos e empresas com mesmo perfil 

 

Como universidades podem ajudar os estudantes a ingressar no mercado de trabalho? Para não ficar apenas na central de estágios – o serviço básico oferecido por centros universitários –, a Ânima Educação decidiu ir além. Pensando em uma maneira de destacar não apenas as habilidades técnicas dos seus estudantes, mas também seu perfil, sua personalidade e seus valores, o grupo que engloba a UniSociesc e outras seis instituições de ensino superior ao redor do Brasil lançou a Plataforma Vida & Carreira.

“Nela, o aluno vai preencher o que chamamos de Currículo do Futuro, que é uma versão ampliada do currículo tradicional em que ele tem a possibilidade de mostrar quem realmente é e todo seu potencial”, conta Viviane Reinert, Coordenadora do Núcleo de Carreira da UniSociesc. 

Equipada com inteligência artificial, a plataforma computa todos os dados de seu Currículo do Futuro: o desempenho acadêmico, as unidades curriculares já cursadas, os projetos de extensão e até os resultados de testes comportamentais e de personalidade. Com essas informações em mãos, a IA indica três atuações de mercado com maior aderência ao perfil do aluno, ou seja, onde ele tem maior potencial de crescimento profissional. A ferramenta ainda indica os requisitos que a pessoa deve desenvolver para suprir as demandas do trabalho.

Desta forma, o objetivo da plataforma é mapear e criar um resumo completo e aprofundado das capacidades profissionais e socioemocionais do estudante, para, a partir disso, conectá-lo com empresas com um perfil semelhante. Estas, por sua vez, também se cadastram na plataforma e indicam suas vagas disponíveis, seja de estágio, trainee ou efetivo, e o perfil que buscam para elas.

“O benefício é de ambos os lados: as empresas podem encontrar profissionais com características específicas para ocupar uma vaga, como de planejamento ou criação, e o estudante pode buscar posições de forma muito mais assertiva, em empresas com valores que combinem com os seus e dentro de sua área de interesse”, acrescenta Viviane.

Como funciona a Plataforma Vida & Carreira?

Como ficou claro, o objetivo do Currículo do Futuro é apresentar o profissional ao mercado, elencando suas habilidades e competências. Mas, o grande diferencial da Plataforma Vida & Carreira, é como isso é feito e todas as ramificações possíveis.

O próprio aluno dá o primeiro passo ao se cadastrar na plataforma, que fica dentro do sistema do estudante, o Ulife. Feito isso, ele preenche uma série de tópicos, começando pela seção de “Interesses de Vida & Carreira”. 

“É nela que você identifica, logo de cara, quais as áreas que já tem interesse de trabalhar. Suas escolhas servem para que o recrutador entenda melhor suas preferências de atuação, e para a instituição de ensino, serve para entender suas preferências de estudo”, explica Viviane Reinert, que também atua na área de Personalização da Vice Presidência Regional Sul da  Ânima Educação.

O estudante segue, então, completando os diversos tópicos do currículo do futuro, o que inclui Portfólio de Projetos, os principais trabalhos que já realizou em todas as unidades curriculares cursadas até esse momento; Capacitação e Formação, com todos os cursos de extensão já cursados ou em andamento, o que reflete o nível de dedicação à formação e as habilidades extras aprendidas; Experiências, como estágios, trabalhos voluntários, intercâmbios, e até movimentos sociais e estudantis; e, ainda, Valores profissionais e éticos mais importantes.

“A ideia é que, conforme o aluno trilhe a grade curricular da graduação, ele atualize constantemente seu perfil e currículo na Plataforma Vida & Carreira. Quanto mais ele interagir, respondendo os testes e mantendo as informações de seus interesses, valores e experiências atualizadas, melhor será o desempenho dos algoritmos da IA para identificar as oportunidades profissionais para ele atuar no mercado”, resume Viviane.

Testes Comportamentais e de Personalidade para as Soft Skills

Em um mercado de trabalho concorrido como hoje, não só as habilidades técnicas, consideradas hard skills, mas também as competências socioemocionais, ou soft skills, passam a ser extremamente valorizadas e utilizadas como diferenciais na contratação pelas empresas. Resiliência, comunicação eficaz em equipe, raciocínio lógico, planejamento e capacidade analítica são algumas delas. Mas, como avaliá-las?

Para mapear as características relacionadas à personalidade dos estudantes, a Plataforma Vida & Carreira disponibiliza dois testes: o Comportamental e o de Personalidade. O primeiro deles determina, a partir de um teste com 30 questões, as quatro competências comportamentais mais evidentes do estudante, refletindo habilidades cognitivas, emocionais e sociais.

“Já o teste de personalidade foi desenvolvido com base na teoria DISC, uma das mais utilizadas no mundo e que se fundamenta na avaliação do perfil de uma pessoa. Ele indica se o estudante tem perfil mais analítico, tem mais foco em resultado ou em criação, se tem características de liderança e gestão, entre outras”, pontua a professora da UniSociesc.

No teste, o aluno deve organizar e hierarquizar as características que ele considera mais e menos representativas do seu perfil – não existe certo ou errado, mas sim personalidades diferentes, que valorizam mais ou menos as dezenas de características que constituem o perfil de uma pessoa.

Plataforma Vida & Carreira amplia empregabilidade e assertividade

Com um amplo e constante detalhamento das experiências acadêmicas e profissionais, a avaliação comportamental e de personalidade dos estudantes, e o algoritmo da inteligência artificial indicando as áreas de atuação ideais para cada aluno, a Plataforma Vida & Carreira tem um enorme potencial de ampliar não apenas a empregabilidade, mas também a taxa de assertividade na escolha de empregos

“Como as empresas também estão cadastradas com suas características e valores, os estudantes acabam conhecendo um pouco mais delas antes de se candidatarem à vaga. Com a ajuda das sugestões da IA, isso acaba gerando parcerias empregador-profissional muito mais efetivas para o longo prazo. E, mesmo para já formados, a plataforma continua com acesso liberado, para que ex-alunos possam utilizá-la para ter um acompanhamento de carreira, o lifelong learning, funcionando como uma vitrine profissional para a vida toda”, conclui Viviane Reinert.