Prodcom é a primeira empresa júnior do Norte do Estado criada em faculdade particular Prodcom é a primeira empresa júnior do Norte do Estado criada em faculdade particular

Prodcom é a primeira empresa júnior do Norte do Estado criada em faculdade particular

Fundada em 2018 por alunos dos cursos de Engenharia de Computação e Engenharia de Produção da UniSociesc Marquês de Olinda, a Empresa Júnior Prodcom foi a primeira do gênero do Norte de Santa Catarina a ser implantada em uma faculdade particular. Atualmente, 27 alunos fazem parte da Prodcom, que obteve CNPJ neste ano.

São acadêmicos dos cursos de Engenharia de Produção, Engenharia de Computação, Engenharia Química, Engenharia Mecânica, Administração, Direito e Publicidade e Propaganda. Na gestão estão Rhuan Kenner de Oliveira, presidente; Guilherme Lorenzetti, diretor de Projetos; Eduardo Barbosa, diretor de Marketing; e Vinícius Valim, diretor Contábil. A equipe conta ainda com Victor Xavier, gerente de Projetos; Gabriel Wroblewski, diretor de Gestão de Pessoas; e Jhonatas Pinheli, analista de Projetos. Aos sábados, são realizados treinamentos, conforme as carências e necessidades dos alunos.

“Atualmente, temos os seguintes projetos em andamento: o site e o aplicativo da feira do livro e o plano de negócios, mapeamento de processos e gestão do estoque da empresa AirCom Compressores. Cobramos, em média, 60% do valor de mercado para desenvolver os trabalhos. Recentemente, nos federamos a Fejesc, Federação Júnior de Santa Catarina”, conta o fundador e presidente da Prodcom, Rhuan Kenner de Oliveira.

“A Prodcom mudou completamente minha trajetória profissional. Hoje, tenho uma visão mais ampla dos processos de uma empresa, do planejamento à execução. Também aprendi a observar as qualidades e habilidades das pessoas para delegar corretamente e a aprender rápido com o erro”, avalia Rhuan.

“Havia chegado um momento da minha vida profissional e acadêmica em que eu me sentia ‘só mais um’. Eu trabalhava como todos trabalhavam e estudava como todos estudam, mas eu almejava mais e eu tinha plena certeza de que fazer o que todos faziam não era para mim. Surgiu um convite da Prodcom, fiz o processo seletivo e hoje me sinto muito mais engajado em todos os âmbitos da minha vida”, declara Jhonatas Pinheli.

Saiba mais sobre as empresas juniores

De acordo com o Sebrae, empresa júnior é uma associação civil sem fins lucrativos, formada e gerida por alunos de um curso superior, cujos principais objetivos são fomentar o aprendizado prático do universitário em sua área de atuação; aproximar o mercado de trabalho das academias e os próprios acadêmicos; gerir com autonomia em relação à direção da faculdade ou centro acadêmico; e elaborar projetos de consultoria na área de formação dos alunos.

As empresas juniores contemplam as necessidades de três clientes principais. Os alunos, que se utilizam da interação entre os membros da empresa e da troca de conhecimento e experiências para se desenvolverem pessoal, profissional e academicamente. As empresas, pois se beneficiam com os projetos desenvolvidos pelos alunos, cujas características são a alta qualidade dos trabalhos, garantida pela orientação dos professores, e o baixo investimento, uma vez que as empresas juniores não visam o lucro. Por fim, as universidades, favorecidas pelo retorno em imagem institucional, garantido pela divulgação que as empresas juniores necessariamente fazem ao seu nome.

Todo aluno que desejar ingressar em uma empresa júnior deverá participar de um processo seletivo que consiste, basicamente, em prova de conhecimentos gerais, entrevista, redação e dinâmica de grupo. Essas etapas variam de empresa para empresa, mas seguem basicamente o mesmo escopo geral. Sempre contando com a dedicação e comprometimento dos alunos em contribuir com o crescimento e desenvolvimento da empresa, por isso o marketing pessoal também é importante. A empresa júnior contribui ativamente para o desenvolvimento da sociedade a qual está inserida, oferecendo serviços de baixo custo para a comunidade local.

“É uma experiência incrível! Fazer parte da equipe, com pessoas extremamente motivadas, correndo junto por um objetivo em comum, e sem dúvida, tendo uma grande experiência e um novo conhecimento a cada dia que se passa. Desde o momento que entrei na Prodcom, obtive inúmeras competências, e foi a base para criar uma nova vontade de aprendizado, assim como, atingir objetivos e determinar novos ainda maiores”, fala o gerente de Projetos Victor Xavier.

Participar da Prodcom foi a melhor experiência que eu poderia ter durante a faculdade, pois através dessa experiência pude aplicar na prática os conteúdos aprendidos em sala de aula”, finaliza Gabriel Wroblewski.

Como montar uma empresa júnior

Crie um documento contendo tais informações:

  • Projeto;
  • Plano de negócio;
  • Membros da equipe;
  • Crédito financeiro;
  • O que desejam da instituição de ensino.

Montar uma empresa júnior é o primeiro passo para aprender sobre a abertura de uma empresa formal no mercado. A grande vantagem desse formato é que o investimento feito é mínimo e todos os envolvidos têm a oportunidade de aprender a administrar de uma maneira descomplicada. Com o tempo, se a empresa júnior crescer de forma saudável e sustentável, é possível criar uma empresa formal que gere benefícios para a sociedade e renda para os profissionais envolvidos.